Piaggio Vespa LX 125

O lema principal desse modelo é “por debaixo do estilo clássico, existe uma scooter moderna” e com esse texto, na qual destrincharei a Vespa LX 125, você verá que é o melhor lema possível. O tamanho pequeno da Vespa LX 125 proporciona à ela se situar e encaixar bem no tráfego cada vez mais pesado e complicado de hoje, assim como as rodas minúsculas ajudam a moto à realizar curvas melhores, pois é bem balanceada. Com 125 cilindradas, a Piaggio Vespa LX é uma motocicleta forte porém não muito potente, ainda mais se você estiver acostumado à motos maiores, com motores maiores. A economia de combustível é muito boa nesse modelo também.

Apesar da Piaggio Vespa LX 125 parecer um modelo simples e fraco, há uma boa dose de modernismo e confiabilidade nela. Cada simples detalhe dela foi idealizado e construído com o máximo de cuidado para que o estilo antigo de scooter dos anos 60 ou 70 seja mantido e não prejudique o funcionamento da scooter.

Um pouco da história da Piaggio

Fundada em 1884, a companhia italiana Piaggio é referência no mercado de motores, peças para automóveis e construção de motocicletas e outros automóveis em geral. Com inúmeras subsidiárias e operando em mais de 50 países, a gigante italiana já até construiu aeronaves durante os períodos de guerras mundiais. Apesar da atual recessão, a Piaggio ainda se mantém forte no mercado automobilístico italiano e mundial.

Com um preço geral de 3.800 euros, a Piaggio Vespa LX 125 é uma excelente opção para você caso suas viagens sejam, em maioria, por centros urbanos e por caminhos médios e curtos. O estilo antigo da moto te transportará de volta ao passado.

Para ilustrar tudo isso um pouco melhor, confira algumas fotos que retiramos da Internet e que mostram a bela Piaggio Vespa LX 125:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>